segunda-feira, 2 de novembro de 2009

SÓ CANSAÇO












Às vezes me bate um cansaço,
um baita,
e tedioso
cansaço.

Beirando a náusea,
a derrota,
ou desistência de tudo.

Cansaço...

Não dos bichos,
não das plantas,
e não do mundo em si.

Mas das instituições molengas,

a obrigatoriedade mofada
e o conformismo sacana.


Vontade de sair andando,

sem documento
e nem lenço
.

De só andar, andar,
andar a esmo no mundo....


E só parar não sei onde,
e só parar não sei quando,
e só parar não sei como,
quando acabasse o cansaço,



foto: Cao Guimarães

15 comentários:

Cacau disse...

O duro é que, ainda se andássemos por aí, nenhum lugar iria nos abrigar sem, eventualmente, nos cansar, nos esmagar com suas banalidades...

angela disse...

Sei como é...as vezes bate um cansaço que nem falar quero.
beijos

ONG ALERTA disse...

Se pudessemos fazer isso eu seria parceira para não sei onde nem quandoa penas pedois de passar tudo...um dia por vez, paz.

manuel marques disse...

"Porque o que mais custa a suportar não é a derrota ou o triunfo, mas o tédio, o fastio, o cansaço, o desencorajamento. Vencer ou ser vencido não é um limite. O limite é estar farto "

Abraço.

manuel marques disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Concha disse...

O que a vida obriga-nos a enfrentar a fadiga!!!
Todos os dias a tropeçar nas burocracias e nas rotinas gera a insatisfação. Mas sempre podemos nos alegrar a programar as próximas férias.
Muitos beijinhos

Renata de Aragão Lopes disse...

Compreendo perfeitamente...

Prussiano disse...

Entendo bem isso aí....

Cacau disse...

Ah! Fico feliz que esteja gostando do livro! ^^
Ele, realmente, apresenta colocações muito interessantes e relevantes.

Ah, dizem que Jung era muito bonito. Mas dizem, também, que ele era de muitas mulheres XD

DE-PROPOSITO disse...

só quando acabasse o cansaço,
-------------
Mas é bom que o cansaço não acabe. Quando isso acontecer, significa que acabou. É claro que um dia, acontece mesmo.
-----------
Fica bem.
Felicidades.
Um beijinho.
Manuel

leonorcordeiro disse...

Querida Dalva,
Acabei de postar uma resposta ao seu comentário lá no blog.
Obrigada por estar sempre presente com o seu carinho e afeto.
Estou voltando aos poucos, ainda não estou respondendo todos os comentários como eu fazia antes.
Quero que você saiba que a sua presença, as suas palavras me ajudaram nesse momento.
Muuuuuiiiiiiiito obrigada por tudo!
bbbbbbbbbbbbbbjjjjjjjjjjssss!!!!

Prussiano disse...

Passando por aki e te desejando um ótemo final de semana !!!

bj

Tchüss.........=]

Mauro Castro disse...

Passando para colocar a leitura em dia. Nada como um sábado chuvoso...
Há braços!!

viralata disse...

e vamos combinar que isso é contagiante! Mas é preciso dar a largada...
bj

Marcelo disse...

bela escrita


bjo