segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

O MUNDO E O FUNDO





Eu daria o mundo e o fundo
em resumo
ia dar tudo
que eu tivesse
para ter de novo o engano

Engano bobo
engano ingênuo
de que aquilo que havia
(ou nem havia)
ia ser eternamente

Porque agora
quando eu olho cara a cara
e analiso
o que eu tinha e o que eu tenho
já nem creio que era tanto

Um picolé de groselha
um vitral de arco-íris
um anel de faz-de-conta
e era o bastante
e era tudo que eu preciso

2 comentários:

Anônimo disse...

Pois é... Lindo!

ONG ALERTA disse...

Muito interessante ficou.
Beijo Lisette.