domingo, 13 de fevereiro de 2011

A DOR



















Se fosse bom, não precisava testemunha,
se fosse certo, não seria tão gostoso,
se fosse eu, não pensaria duas vezes.

Ah, a dor de ser...

A dor de ser humanamente razoável,
de re-fletir,
de re-frear,
de re-tomar.

Todo frangalho certamente foi inteiro,
todo bagulho certamente teve um dono,
toda a ciência é só isso, ou nem é isso.


foto: Zhang Dali

8 comentários:

Dona Sra. Urtigão disse...

*****

manuel marques disse...

Toda a dor deseja ser contemplada, ou então não será sentida ...

Beijinho.

Tania regina Contreiras disse...

INTEIRO poema!!!
beijos,

CeciLia disse...

Inteira, sempre, e tu, mais do que nunca, nesse poema. Mais uma vez, valeu ter vindo.
Um beijo, boa semana.

Daniele S.F disse...

Adorei a expressão "humanamente razoável" ninguém pode ser perfeito não é mesmo. Lendo seu poema me lembrei de alguns versos que rabisquei:

Amador

Alguém tem um Anador?
Para curar insatisfação intíma.
Alguém tem um Anador?
Para destruir os defeitos da alma.
Alguém tem um Anador?
Para amenizar a dor dos erros.
Alguém não tem alguma dor?

Saudações Literárias

MOISÉS POETA disse...

Certeiro,e contundente...!

adorei essa postagem !

um beijo!

Eliane F.C.Lima disse...

Cara amiga,
Ao ler seu texto, pensei imediatamente na vida - principalmente naquele "todo frangalho já foi inteiro." -, a qual faz de todo inteiro frangalho.
Os poemas são fortes e bons. Seu domínio da linguagem é para isso. Muito bom.
Meu poema "Diamante", postado em meu blogue http://poemavida.blogspot.com (o nome é Poema Vivo, é a declaração de um eu lírico que se reconhece "frangalho". Convido-a para ir lá e conferir o que estou dizendo. Espero que a infelicidade aparente em seus textos crie-se, apenas, no peito de eus poéticos. Em meu poema é sentimento de eu lírico.
No blogue citado, há um link para o "Literatura em vida 2", onde faço análise literária e para o "Conto-gotas", onde está minha ficção.
Abraços,
Eliane F.C.Lima

Elis disse...

Adorei este!! Minha mãe diz sempre que um "se" muda tudo... Se meu pai fosse vivo, ela não sera viúva!