sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A COISA


















A importância da coisa escapa

feito areia amarela entre os dedos.


Feito o sumo amarelo da manga

escorrendo-grudando nas mãos.


A importância da coisa.


Isolada,

a tal coisa não é lá grande coisa.


Entretanto

a destruição que ela causa...


foto: Cassiano C. Silva

7 comentários:

Marcantonio disse...

Que coisa! Coisa alguma é grande coisa por si mesma. Essa coisa homem é que a tudo coisifica. "As coisas. Que tristes são as coisas, consideradas sem ênfase", dizia o Drummond.

É, e este meu comentário não é lá grande coisa...

Abraço, Dalva.

Vera Lucia Marques disse...

Que lindo__e forte. Conciso e profundo na medida certa!

Renata de Aragão Lopes disse...

Fantástico, Dalva!

A importância das coisas
nos escala e gruda...

Um beijo,
Doce de Lira

ONG ALERTA disse...

As coisas da vida...
Beijo Lisette

UM TOQUE SUAVE... disse...

Gostaria de saber se permite que
insira no meu blogue http://sinfoniaesol.wordpress.com
alguma das poesias inseridas no
seu blogue, com os devidos créditos.Basta deixar um comentário.
Bj.
Irene

choco disse...

há cada coisa....ahahahah
bj
ana

Gabriel Revlon disse...

Quanta coiisa boa e quanta coisa ruim, é cada coisa que acontece, não é ? que chega dá uma coisa aqui dentro.?