segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

ERA EU




















Era eu

quem escrevia o teu nome nos muros,

em letra maiúscula,

carinhosamente,

em silencioso segredo.


Era eu
quem seguia os teus passos na estrada,
dia e noite, noite e dia,
cuidadosamente,
sempre fiel, vida afora.

Era eu
quem sonhava ser sombra da sombra,
ser o eco do eco,
caprichosamente,
só para te dar mais espaço.



foto: Sami Mattar

8 comentários:

Cacau disse...

Gracioso! Adorei.

manuel marques disse...

E é você que escreve lindamente.Parabéns.

Beijo.

CeciLia disse...

Ah, como sei o que é seguir alguém, desejando ser sombra e eco, como sei!

Intenso, lindo, obrigada por este post, querida.

Beijos

Renata de Aragão Lopes disse...

LIN-DÍS-SI-MO!

Em sílabas
de caixa alta!

Relerei incontáveis vezes...

Um beijo,
doce de lira

Concha disse...

É poeta,escritora,é tudo arte!
Parabéns mais uma vez por esta linda surpresa.
Beijos

Martín Bolívar disse...

Bellísimo. Tu talento poético no tiene fin. Moito obrigado y BONAS FESTAS.

Thalita Souza disse...

Lindo!

Dri disse...

Ah, essa insuportável invisibilidade do ser apaixonado que só existe pelo seu amor. Lindo!