quinta-feira, 16 de outubro de 2008

E ERA ASSIM






















E era assim que eu segurava a tua mão na minha,

muito carinho,
muita doçura,
eu te sabia aqui constante e para sempre.

E era assim que ouvia o eco doce dos teus passos,
entre a cozinha,
o fogão e a mesa,
alimentando a mim e a todos que sentiam fome.

E era assim que eu escutava a tua voz à noite,
ou dando graças,
ou dando adeus,
depois de ter coberto o mundo em lãs e afetos.

foto: "Tuppence a bag" - The glass menagerie

4 comentários:

DE-PROPOSITO disse...

Olá.
Essa foto, o boneco, faz-me lembrar a loiça das CALDAS DA RAINHA, imaginada por Rafael Bordalo Pinheiro. E possívelmente até é.
Fica bem.
E a felicidade por aí.
Manuel

Leonor Cordeiro disse...

Querida Dalva,

Estou promovendo a blogagem coletiva “ HOJE É DIA DE CECÍLIA !” que acontecerá no dia 7 de novembro e tem como objetivo homenagear a escritora Cecília Meireles através da divulgação da sua obra.

Para participar :
1. Cole o selinho da blogagem no seu blog divulgando a sua participação.
2. Deixe um aviso NA DANÇA DAS PALAVRAS para entrar na lista dos blogs participantes.
3. Escolha uma poesia da Cecília para postar no dia 7 de novembro comemorando a data do seu nascimento.

Gostaria muito que seu blog estivesse nessa blogagem.
Grande abraço!
Com carinho,

Leonor Cordeiro

Mauro Castro disse...

Lãs e afetos...li teu post com minha filha me massageando os pés. Nada como o afeto para nos trazer paz à alma.
Há braços!!

handmade jewelry disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.