terça-feira, 13 de maio de 2008

INSIGNIFICÂNCIA

(Para o Filipe)

"extrema insígnia
ficãncia da alma
bagagem que urge um
carrega-dor"

(Chistiana Nóvoa)















Deixo aqui
o que não coube na mala:
a minha máscara,

a roupa,
o calçado.



A minha inútil bagagem.

Os meus bens,
meu dinheiro,

meu ego.


O meu nome,
o cargo,
a função,
e a minha extrema insignificância.

foto: "Pintura" - Marcin Bondarowicz

12 comentários:

Camila* disse...

Palavras sabias para momentos dificeis não ?

DE-PROPOSITO disse...

'Deixo aqui'
-------
Em todos os momentos que passam, estamos sempre deixando alguma coisa. E quem vai partindo, também leva sempre um pouco de nós.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel

CeciLia disse...

Ah, Dal...

Tão sábia tu, tão dura em teu poema.
Pergunta:
Há insignificâncias na alma do poeta?
Não, não...

Beijos, querida.

Natiih disse...

Muito liindo! *-*

Beijos.

christiana disse...

extrema insígnia
ficãncia da alma
bagagem que urge um
carrega-dor

bjs, querida! lindos poemas, sempre. perdoe as visitas bissextas, meu coração está sempre por aqui.

Leonor Cordeiro disse...

Passando para a minha visita ...
Gostei do poema, palavras exatas que passaram toda a mensagem .
bjs
Leonor Cordeiro

Muse disse...

Tu aimais sans doute son "asile poétique", retrouve encore de ses poèmes ici
http://mimulata.blogspot.com/

Muse disse...

de traduire ton poème lui fait perdre un peu de son esprit, mais on laisse toujours quelque chose pour pouvoir progresser et avancer dans la vie.Retrouvons les vrais valeurs et laissons sur le chemin ce qui n'a aucune importance. Le vrai est ailleurs.

Carla disse...

Gostei muito do seu blog, das poesias e das imagens, tb.
Obrigada por me falar da Toca de Assis. Entrarei em contato com eles, pra ver o que posso fazer para ajudar os animais; será que eles tem algum trabalho voluntário?
Fiquei empolgada, até pq sou devota de São Francisco.
Obrigada, viu?

beijão e bom finds.

Anônimo disse...

Dalmaria, que alegria!
Hoje tive tempo de parar para o meu passatempo preferido na rede: ler os escritos dos meus queridos!
Aproveito pra deixar aqui o meu novo endereço de blog: http://fromoutspace.wordpress.com

Atualiza aí!
Beijo!
Aragón

DE-PROPOSITO disse...

Olá
Só desejar que a felicidade esteja por aí.
Manuel

faramineux disse...

Si le vrai est ailleurs, où est-il?