quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

A MÁQUINA


















Tinha um raio comprido de sol,
quentinho,
fininho,
entrando no vão da manhã,

na greta da minha janela.

Um perfume gostoso no ar,
de rosa,
de cravo,
do bolo assando no forno
na nossa casinha da vila.

Um gostinho de fruta
madura,
de ameixa,
goiaba,
de jabuticaba e de manga,
na boca e dentro da alma.


E o barulhinho insistente
da roda
da máquina:
zig-zag, alinhavo e pesponto,
costurando a minha alegria.





foto: "Sewing machine" - Janet Karam


3 comentários:

DE-PROPOSITO disse...

Um gostinho de fruta madura,
-----------
Acredito que, um gostinho a beijinhos carinhosos.
Fica bem.
E a felicidade por aí.
Que 2008 seja um ano muito bom.
Manuel

Corazón de Metal disse...

Bueno, el 2008 apenas comienza, pero para mi cada día ha de vivirse como un año, porque la vida así se hace, con un solo paso, andando y observando con ojos de recien nacida. Y tu?

marie.l disse...

Bonne année belle Brésilienne ... bisous