domingo, 12 de julho de 2015

O TEMPO?



O tempo?

O tempo é ficção
não existe não.

Nem não dá prá ver
nem não dá prá sentir
o tempo nem tem.

O tempo?


É artifício 

artimanha
e ao fim e ao cabo
o sorvete soverte.


Não fica, é finito
não fica, é fictício
é só sonho
nem tem.

dezembro 2005

Um comentário:

Jane Gatti de Campos disse...

"Disse o poeta que seu tempo é quando;
O meu tempo é o momento
Da palavra pensada [...]"
Gostei de seu poema! Permiti-me colocar um trecho de minha postagem de 16/01/14, para interagir com a sua: sobre o tempo se pensa, divaga, sonha! Abraços.