domingo, 8 de janeiro de 2012

DESVIAJANDO




















Vem cá de novo,
voltemos juntos pelas ruas do passado,
alegremente, desviajando pela vida.

Vem cá, menino,
olhar as cores que brotaram encantadas
depois da chuva que caiu, eternamente.

Me dá tua mão,
vamos brincar de faz-de-conta
na areinha que se formou da enxurrada.

Sejamos deuses,
ou então gigantes dominando as formiguinhas
nesse mundinho que contém o outro mundão.



Foto: "Brincando na Chuva" - Dem

8 comentários:

Elisa T. Campos disse...

Encantei-me com os seus versos.

Vamos ver as novas cores brotando
neste ano que inicia.

FELIZ ANO NOVO
Uma linda semana

Beijussss

MOISÉS POETA disse...

Gostei do primitivismo da imagem combinando com o texto.

Beijo,querida !

Mario Poloni disse...

Dalva, querida...
Obrigado pelos coments... tenho sido bem sazonal nos últimos tempos e - pior - lido pouco os blogs preferidos... Que delícia este "O Cochilo"...
Bjss

Irene Alves disse...

E viva a poesia com a alegria das
cores.Gostei.Espero/desejo tenha
tido um bom domingo.
Bj.
Irene

Irene Alves disse...

A esperança expressa na poesia.
Gostei.Beijinhos e desejo de
tudo de bom.
Irene

Renata de Aragão Lopes disse...

Que mimo, Dalva!
Saudade daqui.

Um abraço,
Doce de Lira

Irene Alves disse...

Então tudo bem? Vim deixar um beijinho.Irene Alves

DE-PROPOSITO disse...

Me dá tua mão,
-----
Dar a mão, uma forma de ajudar a levantar.
--------
Que a felicidade ande por aí.
Manuel