sábado, 1 de setembro de 2007

CHEGA!



Chega de indagar sobre a razão das coisas,

chega de tentar ver o motivo oculto,
não vou mais passar minhas noites em claro,
não vou mais viver com os olhos no horizonte.

Eu quero respostas, eu quero certezas,
quero segurança, a bússola e um mapa,
pelos quais navegue, sem medo de nada
pelos mil caminhos que vêm pela frente.

Chega de esconder a minha eterna dúvida
debaixo da máscara de super-herói;
de tentar mostrar que eu me sinto o máximo
quando na verdade eu me sinto o mínimo.

2006

Um comentário:

DENZIE disse...

comentar sua poesia é heresia. é universal demais. é grande demais. para um simples comentário.